CRMV-PA participa de lançamento do ENDESA 2017

Postada em: 28/09/2017

A presidente do CRMV-PA, Dra. Antonieta Martorano, participou na manhã desta quinta-feira (28), na sede da Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (FAEPA), do lançamento do V Encontro Nacional de Defesa Sanitária Animal - ENDESA 2017, que ocorrerá no período de 04 a 08 de dezembro de 2017, no Hangar - Centro de Convenções & Feiras da Amazônia, em Belém/PA.

Também estiveram presentes, o presidente da FAEPA, Carlos Xavier, técnicos do Serviço Veterinário do governo federal, o secretário de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, Giovanni Queiroz, o presidente da ADEPARÁ, Luiz Pinto, além de representantes da EMATER, instituições de ensino do estado, e de órgãos estaduais e federais ligados ao setor agrícola e produtores rurais.

A presidente do CRMV-PA falou da relevância do Endesa para o Pará e a importância da participação de todos no evento. “Conclamo a participação de todos no ENDESA, a programação foi muito bem elaborada, e contempla temas embasados na questão da sustentabilidade, meio ambiente, defesa e bem-estar animal. Vamos realizar um evento com visibilidade para a Amazônia e para o mundo.” – avaliou Dra. Antonieta Martorano.

 

O ENDESA 2017

Promovido pelo Departamento de Saúde Animal da Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o ENDESA terá como tema: “Serviço Veterinário Brasileiro: Em busca da Sustentabilidade .

O ENDESA visa aprimorar ações de Defesa Sanitária Animal, por meio do intercâmbio entre o Serviço Veterinário Oficial, setor privado e meio acadêmico e científico, realiza um balanço das ações dos dois últimos anos anteriores e projeta ações para o próximo biênio, destacando-se como um dos principais eventos técnico-científico dirigido ao público com interesse em Defesa Sanitária Animal.

Nesta quinta edição do evento, busca-se dar visibilidade ao trabalho do Serviço Veterinário Oficial, harmonizar procedimentos técnicos dos diversos programas de saúde animal desenvolvidos no Brasil e ampliar o conhecimento dos profissionais que, direta ou indiretamente, atuam na área de Defesa Sanitária Animal, em prol da sociedade brasileira.

São aguardados palestrantes nacionais e internacionais que abordarão temas como o papel dos serviços veterinários na produção e comércio seguro de alimentos e no bem-estar animal; desempenho, avaliação e financiamento do serviço veterinário nacional; aplicação de ferramentas da epidemiologia e economia no serviço oficial; papel do veterinário privado na defesa sanitária; abordagem de saúde única em resistência a antimicrobianos e o plano de ação do Brasil; interação dos veterinários das Forças Armadas com o serviço veterinário oficial, além de temáticas relacionadas às ações em epidemiologia, trânsito, quarentena e saúde de suínos, abelhas, animais aquáticos, ruminantes, animais selvagens, equinos e aves.

Como nas edições anteriores, haverá apresentação de trabalhos técnico-científicos relacionados com a “Defesa Sanitária Animal”, em sessão de pôster, de acordo com as regras para a inscrição de trabalhos. Como novidade do evento, podemos destacar a oferta de duas visitas técnicas a sistemas de produção de animais no Pará e a elaboração de uma moção com recomendações para assegurar a sustentabilidade do serviço veterinário brasileiro que é constituído por entes públicos e privados.

Os autores deverão enviar os resumos técnico-científicos relacionados ao tema do encontro até o dia 15/10/2017.

Os trabalhos serão inscritos sob a forma de resumos, avaliados pela Comissão Organizadora de acordo com a originalidade e relação da produção científica com o tema do evento.